"Vi descer do céu outro anjo, que tinha grande poder... e clamou fortemente, com grande voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilónia, e se tornou morada de demónios"; "E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo Meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas." Apoc. 18:1, 2,4.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Inferno - mito ou realidade?

Esta foi a resposta que enviei por email à pergunta de uma jovem, sobre o que é o inferno à luz da Bíblia:

"Acerca do inferno, quero dizer-te que se têm dito as maiores barbaridades acerca deste assunto dentro do paganismo, especialmente a igreja católica. Mas isto não tem sido senão um aterrorizador e óptimo meio de conseguir "sacar" dinheiro dos bolsos de muitos católicos devotos e sinceros, se bem que ingénuos, para conseguir - pensam eles - a salvação e bem estar de seus familiares.

A palavra inferno, provém da palavra hebraica sheol e da palavra grega hades, que significam simplesmente sepultura, o mundo inconsciente dos mortos e o lugar onde se enterra alguém. Infelizmente, devido ao catolicismo, esta palavra aparece traduzida ou conotada com o inferno, que entre os cristãos católicos designa um lugar onde existe um imenso lago de fogo que arde eternamente, e onde são lançados os que se "portam mal", como por exemplo, os hereges.

Na verdade, no fim do milénio (Apoc. 20:10), a Bíblia afirma claramente que existirá um lago de fogo e enxofre, onde, não só Satanás será lançado, mas também seus anjos, e todos os perdidos (Apoc. 20:15). As palavras gregas que designam este lago que arde, não tem nada que ver com as palavras originais traduzidas muitas vezes por inferno (Sheol e Hades). Designam o castigo que aguarda os pecadores não arrependidos, o qual culminará com a 2ª morte, a morte eterna, depois do milénio e do julgamento final. É dito que "serão atormentados para sempre" (Ap. 20:10), no entanto, em Apocalipse 21:8, é-nos explicado que esse castigo é a segunda morte, obviamente através de fogo e enxofre (Ap. 19:20; 21:8).

Não é o fogo que é eterno, mas sim suas consequências. Em Judas 7, é-nos dito que Sodoma e Gomorra sofreram "a pena do fogo eterno", mas não há mais fogo nesse lugar. São as consequências deste castigo que permanecem, como testemunho, que todos os que actuarem de forma semelhante aos habitantes destas cidades, de igual forma serão destruídos e se perderão. Existe sim, uma relação com a palavra grega géenna que significa "Vale de Hinom", traduzida por inferno (Mateus 5:22, 29, 30; 10:28; 18:9; 23:15, 33;Marcos 9:43, 45, 47;Lucas 12:5;Tiago 3:6), e que pode designar um lugar de julgamento, castigo, destruição e perdição. Em II Crónicas 28:3, por exeplo, é mencionado que Acaz queimou os seus próprios filhos em oferta aos ídolos no vale de Hinom. Mais tarde este vale seria transformado numa lixeira, onde corpos de pessoas e animais eram queimados ou incinerados.

No novo testamento, faz-se então referência a esta palavra, a este vale perto de Jerusalém, para designar a perdição eterna. Mas nunca, em momento algum, está associada a um lago que arde eternamente, e onde os perdidos são atormentados para sempre. Jesus, na parábola do rico e do Lázaro (Luc. 16:19-31), aparentemente, aponta para a existência do inferno. No entanto, trata-se de uma das cinco parábolas (ilustrações) que Jesus em determinado momento contou. Trata-se de um conto pagão, introduzido entre o povo judeu, o qual foi adaptado por Jesus, de tal maneira, que pudesse enfatizar a dureza do povo judeu em aceitar o Seu próprio testemunho."

Como é que um Deus de amor poderia permitir que a dor e o pecado continuem para sempre? Que prazer teria Deus em permitir o eterno sofrimento das chamas, para algumas pessoas?
Tudo isto são conceitos bárbaros da idade média, que Satanás tem incutido na mente da pessoas, afim de denegrir o carácter do Senhor Jeová. Deus é amor, e é também justiça!
Deus exterminará toda a réstea de pecado, como também todos aqueles que decidiram o caminho da iniquidade, para que não mais se levante o pecado:

"Que pensais vós contra o SENHOR? Ele mesmo vos consumirá de todo; não se levantará por duas vezes a angústia." Naum 1:9

Sem comentários:

Não Deixes de Ler:

- A Bíblia Sagrada.



- A série O Grande Conflito, de Ellen White, composta por cinco livros, os quais tratam da história do trato de Deus com o Seu povo, desde o princípio até ao porvir:Patriarcas e Profetas, Profetas e Reis, O Desejado de Todas as Nações, Actos dos Apóstolos, O Grande Conflito (ou A Grande Controvérsia).



Um Resgate Pleno e Completo

"Por meio de Cristo provê-se ao homem tanto a restauração como a reconciliação. O abismo produzido pelo pecado foi transposto pela cruz do Calvário. Foi pago por Jesus um resgate pleno e completo, em virtude do qual o pecador é perdoado e mantida a justiça da lei. Todos os que crêem que Cristo é o sacrifício expiador podem chegar a Ele e receber o perdão dos pecados; pois pelos méritos de Cristo, franqueou-se a comunicação entre Deus e o homem. Deus pode aceitar-me como filho Seu, e eu posso reclamá-lo como meu Pai amoroso e nEle me regozijar."- Review and Herald, 1 de abril de 1890.



Queres ser feliz?
"O coração humano não conhecerá felicidade enquanto não se submeter a ser moldado pelo Espírito de Deus."Ellen White, Eventos Finais, Pág. 65.


A cada instante... sob a direcção do Espírito
“Não há um impulso de nossa natureza, nem uma faculdade do espírito ou inclinação do coração, que não necessite de achar-se a todo o instante sob a direcção do Espírito de Deus. … Portanto, por maior que seja a luz espiritual de alguém, por mais que goze do favor e bênção de Deus, deve andar sempre humildemente perante o Senhor, rogando pela fé que Deus lhe dirija todo o pensamento e domine todo impulso.” Ellen White, Mensagens aos Jovens, pág. 62.


Como é que se opera a transformação do carácter?
“O conhecimento de Deus, segundo a revelação dada em Cristo, eis o que devem ter todos quantos se salvam. É o conhecimento que opera transformação no carácter. Recebido, esse conhecimento recriará a alma à imagem de Deus. Comunicará a todo o ser um poder espiritual que é divino.” Minha Consagração Hoje – Meditações Matinais , pág. 293.





NEM UMA HORA SEM ORAÇÃO
“Satanás está bem ciente de que a mais débil alma que permaneça em Cristo é mais que suficiente para competir com as hostes das trevas, e que, caso ele se revelasse abertamente, seria enfrentado e vencido. Portanto, procura retirar das suas potentes fortificações os soldados da cruz, enquanto jaz de emboscada com as suas forças, pronto para destruir todos os que se arriscam a penetrar em seu terreno. Unicamente com humilde confiança em Deus, e obediência a todos os Seus mandamentos, poderemos achar-nos seguros.
Ninguém, sem oração, se encontra livre de perigo durante um dia ou uma hora que seja. Especialmente devemos rogar ao Senhor sabedoria para compreender a Sua Palavra. Ali estão revelados os estratagemas do tentador, e os meios pelos quais se pode a ele resistir com êxito.” Ellen White, O Grande Conflito, pág. 535, cap. Os ardis de Satanás


DIVULGA!

Se tens apreciado este blogue, partilha com os teus amigos!
http://caiubabilonia.blogspot.com/