"Vi descer do céu outro anjo, que tinha grande poder... e clamou fortemente, com grande voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilónia, e se tornou morada de demónios"; "E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo Meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas." Apoc. 18:1, 2,4.

domingo, 31 de julho de 2011

EXPLICAÇÃO

Este blogue foi criado especialmente a pensar nos cristãos não-adventistas, de diversas denominações, com a finalidade principal de alertá-los para o facto de que as igrejas cristãs, de forma geral, cairam, se corromperam e não mais são representantes daquele que dizem seguir: o Filho do Altíssimo, a quem chamam Cristo. E daí a necessidade de separar-se dessas corporações religiosas.

Quando surgiu este blogue era nossa convicção que a IASD (igreja adventista do sétimo dia) era "a igreja verdadeira", crendo no entanto que o Criador tinha Seus filhos em todas as corporações religiosas e era nosso dever, como Seus mensageiros, chamá-los a sair delas.

Entretanto, o Eterno nos fez compreender que a IASD, apesar de no início ser uma igreja pura*, também se tinha corrompido completamente, tornando-se assim parte de Babilónia, e fazendo assim parte do conjunto de igrejas das quais é dito "Caiu, caiu... Sai dela povo Meu!". Daí, torna-se nosso dever, como servos do Altíssimo, denunciar de igual maneira, a corrupção que inundou essa igreja e alertar a todos os adventistas do sétimo dia para que SAIAM DELA!!!! 

IMPORTANTE, ver: http://1assimdizosenhor.blogspot.com/p/caiu-iasd-sai-dela.html

Por isso, deixou de haver razão de existência para este blogue, uma vez que o nosso blogue "À Lei e ao Testemunho!" já vai nesse sentido. Não vamos acabar com este, mas fica como ligação ao primeiro que acabei de mencionar, no entanto, obviamente não iremos mais publicar aqui. Convido-te então a ti que eras leitor deste blogue a descobrir o blogue "À Lei e ao Testemunho!" neste endereço: http://1assimdizosenhor.blogspot.com/

Compreendemos que a verdadeira igreja não é senão o conjunto daqueles que adoram o Pai em espírito e em verdade (Jo. 4:23, 24).


Não há outra igreja senão a assembleia daqueles que têm a Palavra do Altíssimo, e que são purificados por ela. (The Spirit of Prophecy, vol. IV, p. 237).


*NOTA:

Esta igreja foi formada pelos fiéis que, tendo abandonado as suas denominações como resultado da pregação da mensagem de Miller  na década de 1840, permaneceram firmes após o grande desapontamento de 1844. Para mais informações acerca deste assunto, ver os capítulos 20-25 do livro "O Grande Conflito" também disponíveis online: http://oconflitodosseculos.blogspot.com/2009/10/20.html;
http://oconflitodosseculos.blogspot.com/2009/10/21.html;
http://oconflitodosseculos.blogspot.com/2009/10/22.html;
http://oconflitodosseculos.blogspot.com/2009/10/23.html;
http://oconflitodosseculos.blogspot.com/2009/10/24.html;
http://oconflitodosseculos.blogspot.com/2009/10/25.html;

O Verdadeiro Nome do Criador e de Seu Filho

À Lei e ao Testemunho!: Este é o Meu Nome Eternamente

Interessante artigo que analisa qual é o verdadeiro nome do Altíssimo e a origem pagã de determinadas palavras a Ele aplicadas, assim como ao Seu Filho; por exemplo, Deus e Jesus. Esta foi mais uma nova verdade (http://1assimdizosenhor.blogspot.com/2011/02/novas-verdades.html) que o Altíssimo nos fez compreender recentemente, e por isso determinadas palavras como as mencionadas acima ainda se encontram nos artigos publicados no blogue, pois na altura ainda não tinhamos conhecimento do assunto e agimos de acordo com a melhor luz que possuíamos.

"Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito." Pv. 4:18

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Papa Bento XVI recupera a Tiara

Passaram-se quase 6 anos depois do início do pontificado de Bento XVI. Nesse então, os elementos simbólicos que constituíam seu escudo episcopal eram diferentes daquilo que são agora. Este facto passaria quase despercebido não fosse o facto de, no novo brasão do papa, estar incluída a tiara. Lê mais em: À Lei e ao Testemunho!: Papa Bento XVI recupera a Tiara

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Mensagens Subliminares em Publicações das "Testemunhas de Jeová"

"Caiu... [salão do reino] e se tornou morada de demónios... Sai dela povo Meu, para que não sejas participante dos seus pecados a para que não incorras nas suas pragas!" Ap. 18:2,4. Powerpoint por Paulo Moraes.


MENSAGENS SUBLIMINARES TJ

domingo, 17 de outubro de 2010

As pedras continuam a clamar contra a homossexualidade e o aborto!

À Lei e ao Testemunho!: As pedras continuam a clamar contra a homossexualidade e o aborto!

No Brasil, a voz do padre José Augusto, levantou-se contra certas propostas de lei apresentadas por determinado partido (http://leanndroallves.blogspot.com/2010/09/leis-de-dilma-se-ela-ganhar-mordaca-em.html), as quais favorecem o casamento homossexual e o aborto, além de colocarem outros princípios da verdade por terra.Quero elogiar este homem pela forma corajosa, destemida e ousada em que se pronunciou em favor de alguns princípios da verdade, e por outro lado por ter chamado o pecado pelo seu nome.

sábado, 16 de outubro de 2010

Milagre do século XXI?! Ecumenismo...

Vejam: À Lei e ao Testemunho!: Milagre do século XXI?! Ecumenismo...
Milagre?! Não me parece tanto um milagre, mas uma “boa jogada” política, uma história muito bem montada que emocionou o mundo. Mais estranho ainda é que nesta “conspiração da mina” entra em acção um pastor adventista que liderou as orações pelos 33 mineiros, Carlos Parra, “ha sido clave en este… proceso de rescate”!!!! Só falta haver uma aparição na mina de San José, ou quem sabe, no culto ecuménico de domingo!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

As pedras estão a clamar contra a “Sodoma” moderna

Lê esta mensagem:À Lei e ao Testemunho!: As pedras estão a clamar contra a “Sodoma” moderna
Os baptistas nos Estados Unidos estão a clamar contra os pecados da nação. Entre cartazes e hinos, e uma discussão aberta à porta do supremo tribunal americano, esta manifestação não é senão um sinal ou aviso de Deus contra os terríveis pecados da homossexualidade e pedofilia, abuso de poder, etc., neste país.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

A Divindade à Luz da Bíblia

Apresentação de textos bíblicos acerca da divindade, em power-point. Disponível em...
Português: http://www.scribd.com/doc/31979576/A-Divindade-a-Luz-da-Biblia
Inglês: http://www.scribd.com/doc/32138751/The-Godhead-in-the-light-of-the-Bible
Espanhol: http://www.scribd.com/doc/32291218/La-Divinidad-a-la-Luz-de-la-Biblia
(Em breve estará também disponível em Françês.)


A Divindade à Luz da Bíblia





quarta-feira, 19 de maio de 2010

Papa Bento XVI visita Portugal

Breve comentário sobre a visita de Ratzinger ao nosso país.


É verdadeiramente lamentável que aquele que julga estar como representante de Deus na terra, e é aceite como o grande representante da cristandade, tenha uma postura completamente contrária à humildade e simplicidade de Cristo.

A mim chocou-me a afluência das pessoas a todo o custo, aos locais onde passava Bento XVI na tentativa de o verem, como se fosse o prório Deus.
Chocou-me toda a comitiva de guarda-costas e todas as medidas de "ultra-proteção" ao papa, bem como os milhares de euros gastos desnecessáriamente, quando o país se encontra em grave crise económica.

Grande é o abismo que existe entre o papa e Cristo...

Cavaco da Silva assinou a desgraça para Portugal!

Tão certo como Sodoma e Gomorra foram castigadas e destruídas no passado por causa da depravação homossexual, assim acontecerá também no nosso país, mais cedo ou mais tarde.



No passado dia 8 de Janeiro foi aprovado o projecto de lei do casamento homossexual em Portugal. (Ver: http://gay.com.br/2010/01/08/portugal-aprova-projeto-de-lei-de-casamento-homossexual/


http://www.cmjornal.xl.pt/Noticia.aspx?channelid=00000021-0000-0000-0000-000000000021&contentid=92717591-3177-4CA5-809C-3CBFE6E6CCC6&h=1)

No passado dia 17 de Maio, o presidente da república, Anibal Cavaco Silva, mais preocupado com a crise económica do que com a crise de valores morais, promulgou a lei do casamento homosexual. 
http://www.rr.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=94&did=104504

 É um horror e uma catástrofe que tal tenha sucedido, e ainda por cima, numa sociedade que se diz cristã.
Mais grave ainda será se conseguirem finalmente aprovar a adopção de crianças por tais indivíduos. Se os responsáveis da nação, pensam que ao colocarem-se ao lado de outros países aderentes a leis tão nojentas quanto esta, estão no caminho do progresso, enganam-se e enganam os portugueses. Estão antes sim, no caminho da desgraça para eles e para o país, e sobretudo para a infelicidade das famílias e sociedade portuguesa em geral.

Já se esqueceram do que aconteceu no passado em Sodoma e Gomorra (Gén. 19:23-29), por causa de suas prácticas homossexuais abomináveis aos olhos do Senhor Jeová, o Criador?! Deus criou o homem, macho e fêmea (Gén. 1:27,28; 2:24), para se reproduzirem e encherem a terra.

A homossexualidade é fruto da intemperança, pecaminosidade e malignidade do coração humano (Rom. 1:26,27). Tais pessoas serão destruídas “no lago de fogo e enxofre” (Apo. 20:14,15), tão certamente como o foram os daquelas cidades no passado, e de modo nenhum terão lugar no reino dos céus, a menos que se arrependam e abandonem suas práticas pecaminosas (I Cor. 6:9 e 10).

Finalmente, o presidente da república, Cavaco da Silva, o primeiro-ministro, José Sócrates, e os demais responsáveis da assembleia da república, tornam-se culpados de terrível pecado desta nação, ao permitirem a aprovação de leis que sancionam o casamento homossexual.

Tão certo como o castigo, a desgraça e a destruição vieram sobre Sodoma e Gomorra, virão também sobre Portugal e demais países e estados aderentes a leis cujo autor principal foi Satanás, cujos súbditos, membros das sociedades secretas, infiltrados na vida política, instigaram e aprovaram.

Portugal passa assim a ter mais uma mancha negra, entre muitas, na sua história. Deus não deixará esta questão impune, mas no momento certo castigará esta nação, e talvez mais cedo do que aquilo que possam pensar.

"Não vos enganeis; de Deus não se zomba. Pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará." Gál. 6:7.

domingo, 25 de abril de 2010

Eliú - Um mensageiro do Senhor

“E acendeu-se a ira de Eliú, filho de Baraquel, o buzita, da família de Rão; contra Job se acendeu a sua ira, porque se justificava a si mesmo, mais do que a Deus.” Job 32:2

Curiosamente os primeiros 31 capítulos do livro de Job nada dizem acerca deste homem. Não sabemos em que momento chegou junto de Job e seus três amigos, Elifaz, Sofar e Bildad, mas sabemos que Eliú presenciou, se não toda, pelo menos uma boa parte da conversação, “porém, esperou para falar a Job, porquanto tinham mais idade do que ele.” (Job 32:4). Mas no capítulo 32 ele começa a falar, e o seu discurso é que vai revelar a Job a razão do seu sofrimento.


Eliú Repreende Job



"Vendo, pois, Eliú que já não havia resposta na boca daqueles três homens, a sua ira se acendeu. E respondeu Eliú, filho de Baraquel, o buzita, dizendo: (...) Também eu responderei pela minha parte; também eu declararei a minha opinião. Porque estou cheio de palavras; o meu espírito me constrange. Falarei, para que ache alívio; abrirei os meus lábios, e responderei. (...) Que não faça eu acepção de pessoas, nem use de palavras lisonjeiras com o homem! Job 32:5,6,17,18,20,21.



"Assim, na verdade, ó Job, ouve as minhas razões, e dá ouvidos a todas as minhas palavras. (...) Se podes, responde-me, põe em ordem as tuas razões diante de mim, e apresenta-te. (...) Na verdade tu falaste aos meus ouvidos; e eu ouvi a voz das tuas palavras. Dizias: Limpo estou, sem transgressão; puro sou, e não tenho iniquidade. (...) Eis que nisso não tens razão; eu te respondo; porque maior é Deus do que o homem." Job 33:1,5,8, 9,11,12.


Lembram-se da visão que Elifaz teve? (Job 4:12-17) Logo no início da conversa entre Job e os seus três amigos, Elifaz, o primeiro a manifestar-se contou a visão que teve, onde Deus lhe revelou claramente o motivo de todo aquele sofrimento, o grande pecado de Job: "Pode o mortal ser justo diante de Deus? Pode o varão ser puro diante do seu Criador?” Job 4:17. Porque então continuaram a discussão, tentando descobrir qual era o problema de Job, como se nada tivesse sido revelado?



Eliú agora, referindo-se a este incidente, disse: "Deus fala uma e duas vezes; porém ninguém atenta para isso. Em sonho ou em visão noturna, quando cai sono profundo sobre os homens, e adormecem na cama. Então o revela ao ouvido dos homens, e lhes sela a sua instrução, para apartar o homem daquilo que faz, e esconder do homem a soberba. Para desviar a sua alma da cova, e a sua vida de passar pela espada. Também na sua cama é castigado com dores; e com incessante contenda nos seus ossos; De modo que a sua vida abomina até o pão, e a sua alma a comida apetecível. Desaparece a sua carne a olhos vistos, e os seus ossos, que não se viam, agora aparecem. E a sua alma se vai chegando à cova". Job 33:14-22.


É interessante como este texto nos revela a forma de Deus lidar com os homens para os apartar dos seus pecados. É a descrição exacta da forma como Deus lidou com Jó. Deus queria livrá-lo da sua justiça própria e por isso deu uma revelação, um sonho, a um dos seus amigos. E também castigou Jó com dores de tal maneira que até da comida e da própria vida ele se enfadou. No seu discurso, Jó tinha dito:



"Assim me deram por herança meses de vaidade; e noites de trabalho me prepararam. Deitando-me a dormir, então digo: Quando me levantarei? Mas comprida é a noite, e farto-me de me revolver na cama até à alva. A minha carne se tem vestido de vermes e de torrões de pó; a minha pele está gretada, e se fez abominável. " Jó 7:3-5.



"Ou comer-se-á sem sal o que é insípido? Ou haverá gosto na clara do ovo? A minha alma recusa tocá-las, pois são para mim como comida repugnante." Jó 6:6,7.



"Dizendo eu: Consolar-me-á a minha cama; meu leito aliviará a minha ánsia; Então me espantas com sonhos, e com visões me assombras; Assim a minha alma escolheria antes a estrangulação; e antes a morte do que a vida. A minha vida abomino, pois não viveria para sempre; retira-te de mim; pois vaidade são os meus dias." Jó 7:13-16


"A minha alma tem tédio da minha vida". Jó 10:1.


Continuando a analisar o discurso de Eliú, no cap. 33, podemos entender claramente qual foi o papel de Eliú. Ele foi o intérprete, o mensageiro que declarou a Jó a sua rectidão, ou seja, o seu dever:



"Se com ele, pois, houver um mensageiro, um intérprete, um entre milhares, para declarar ao homem qual é o seu dever, então terá misericórdia dele, e lhe dirá: Livra-o, para que não desça à cova; já achei resgate."(v. 23, 24)
E, finalmente, temos uma bonita promessa àqueles que aceitam a repreensão do Senhor e se apartam dos seus pecados:


"Sua carne se reverdecerá mais do que era na mocidade, e tornará aos dias da sua juventude. Deveras orará a Deus, o qual se agradará dele, e verá a sua face com júbilo, e restituirá ao homem a sua justiça." (v.25, 26).



Como veremos mais adiante, esta promessa cumpriu-se na vida de Jó, porque ele aceitou a repreensão e arrependeu-se da sua amargura contra Deus e da sua justiça própria.



Eliú continuou a falar a Jó: "Olhará para os homens, e dirá: Pequei, e perverti o direito, o que de nada me aproveitou. Porém Deus livrou a minha alma de ir para a cova, e a minha vida verá a luz. Eis que tudo isto é obra de Deus, duas e três vezes para com o homem, para desviar a sua alma da perdição, e o iluminar com a luz dos viventes. Escuta, pois, ó Jó, ouve-me; cala-te, e eu falarei. Se tens alguma coisa que dizer, responde-me; fala, porque desejo justificar-te. Se não, escuta-me tu; cala-te, e ensinar-te-ei a sabedoria." (v. 27-33).



O Caminho da Justiça



Eliú, como um verdadeiro mensageiro do Senhor, desejava que Jó fosse justificado, por isso queria ensinar-lhe o caminho da justiça (Mt. 21:32), ou seja, o único meio pelo qual Jó se poderia tornar justo. Para isso teve de lhe mostrar primeiro como ele estava no caminho errado (Mt. 5:20). Jó estava errado na forma como via a Deus e a si próprio. Eliú vai defender a justiça de Deus:

"Jó disse: Sou justo, e Deus tirou o meu direito. Apesar do meu direito sou considerado mentiroso; a minha ferida é incurável, embora eu esteja sem transgressão. (...) Porque disse: De nada aproveita ao homem o comprazer-se em Deus. Portanto vós, homens de entendimento, escutai-me: Longe de Deus esteja o praticar a maldade e do Todo-Poderoso o cometer a perversidade! Porque, segundo a obra do homem, ele lhe paga; e faz a cada um segundo o seu caminho. Também, na verdade, Deus não procede impiamente; nem o Todo-Poderoso perverte o juízo. (...) Porventura o que odiasse o direito se firmaria? E tu condenarias aquele que é justo e poderoso? Ou dir-se-á a um rei: Oh! Vil? Ou aos príncipes: Oh! ímpios? Quanto menos àquele, que não faz acepção das pessoas de príncipes, nem estima o rico mais do que o pobre; porque todos são obras de suas mãos. (...) Jó falou sem conhecimento; e às suas palavras falta prudência. Pai meu! Provado seja Jó até ao fim, pelas suas respostas próprias de homens malignos. Porque ao seu pecado acrescenta a transgressão; entre nós bate palmas, e multiplica contra Deus as suas palavras." Jó 34:5,6,9-12,17,35-37.


"Respondeu mais Eliú, dizendo: Tens por direito dizeres: Maior é a minha justiça do que a de Deus? (...) Logo Jó em vão abre a sua boca, e sem ciência multiplica palavras." Jó 35:1,2,16 Eliú apela agora a Jó a lembrar-se que Deus é o Criador, ou seja, a manter-se no seu devido lugar perante Deus, como criatura, em vez de procurar julgá-Lo:

"Espera-me um pouco, e mostrar-te-ei que ainda há razões a favor de Deus. De longe trarei o meu conhecimento; e ao meu Criador atribuirei a justiça. Porque na verdade, as minhas palavras não serão falsas; contigo está um que tem perfeito conhecimento. Eis que Deus é mui grande, contudo a ninguém despreza; grande é em força e sabedoria. Ele não preserva a vida do ímpio, e faz justiça aos aflitos. Do justo não tira os seus olhos; antes estão com os reis no trono; ali os assenta para sempre, e assim são exaltados. (...) Mas tu estás cheio do juízo do ímpio; o juízo e a justiça te sustentam. Porquanto há furor, guarda-te de que não sejas atingido pelo castigo violento, pois nem com resgate algum te livrarias dele." Jó 36:1-3,5-7,18.



"Lembra-te de engrandecer a sua obra, que os homens contemplam. Todos os homens a vêem, e o homem a enxerga de longe. Eis que Deus é grande, e nós não o compreendemos, e o número dos seus anos não se pode esquadrinhar." Jó 36:24,26.



"A isto, ó Jó, inclina os teus ouvidos; pára, e considera as maravilhas de Deus. Porventura sabes tu como Deus as opera... ? Tens tu notícia do equilíbrio das grossas nuvens e das maravilhas daquele que é perfeito nos conhecimentos? (...) Ao Todo-Poderoso não podemos alcançar; grande é em poder; porém a ninguém oprime em juízo e grandeza de justiça." Jó 37:14-16,23.

O Remanescente Fiel

Enquanto Jó é um símbolo de Laodiceia, pela sua justiça própria, Eliú representa os mensageiros que Deus utiliza hoje para mostrar a Laodiceia o seu pecado e "livrar a sua alma da espada", ou seja livrá-los de serem vomitados. (Ez. 9; Ap. 3:16-19)


"Deus opera por intermédio dos que ouvem a Sua voz e Lhe obedecem, e que, sendo necessário, falam verdades desagradáveis, e não temem reprovar pecados populares." O Grande Conflito, pág. 457.

Tal como nos dias de Eliú, aqueles que defendem a honra e justiça de Deus, aqueles que chamam o pecado pelo seu nome e "não temem reprovar pecados populares", também hoje são apenas "um entre milhares". Mas eles existem. Pelo fruto se conhece a árvore.

O êxito da mensagem que levam depende da forma como reagem aqueles aos quais a mensagem é dirigida. Graças a Deus Jó reagiu de forma positiva e por isso Deus pôde abençoá-lo, cumprir a Sua promessa na sua vida. Como reagirá Laodiceia? A resposta é individual.
Ellen White escreveu: "Perguntei qual o sentido da sacudidura que eu acabava de presenciar e foi-me mostrado que fora causada pelo positivo testemunho motivado pelo conselho da Testemunha fiel, aos laodiceanos. Esse testemunho terá o seu efeito sobre o coração do que o recebe, levando-a a exaltar a norma e declarar a positiva verdade. Alguns não suportarão esse claro testemunho. Opor-se-lhe-ão e isto causará uma sacudidura entre os filhos de Deus.

O testemunho da Testemunha fiel não foi atendido nem pela metade. O solene testemunho do qual depende o destino da igreja foi subestimado, se não rejeitado por completo. Esse testemunho tem que operar arrependimento profundo, e todos os que de fato o receberem, obedecer-lhe-ão e serão purificados." Testemunhos Selectos, vol. 1, pág. 60.

Está escrito que se iriam desenvolver dois grupos. Um grupo que escolheria permanecer morno, continuando a sentir-se rico e sem falta de nada, satisfeito com as suas boas obras, considerando-se justo, sendo não obstante "desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu". (Ap. 3:17) Esse é o grupo de pessoas que a Bíblia afirma que seria vomitado. O outro grupo seria constituido por pessoas que aceitariam as advertências de Deus, por meio dos Seus mensageiros. Aceitariam o testemunho da Testemunha fiel e verdadeira (Ap. 3:14-22). Veriam a sua miséria, arrepender-se-iam e voltariam para o Senhor. Este último grupo constitui o remanescente fiel de Deus. São estes que Deus poderá utilizar para dar o alto clamor ao mundo. Pois estão revestidos pela justiça de Cristo.

Escolhe hoje de que lado vais estar. Pela tua reação ás advertências da Testemunha Fiel (Cristo), na pessoa dos Seus mensageiros, estás a determinar de que lado vais estar!

No próximo e último artigo acerca de Jó iremos analisar a repreensão que o próprio Deus deu a Jó, o seu arrependimento e o consequente resultado.

O Arrependimento de Jó

"Embora cansado da vida, a Jó não foi permitido morrer. (…) Das profundezas do desencorajamento e desânimo Jó se levanta para as alturas da implícita confiança na misericórdia e o poder salvador de Deus.
(…) Quando Jó teve um vislumbre de seu Criador, abominou-se a si mesmo, e se arrependeu no pó e na cinza. Então o Senhor pôde abençoá-lo abundantemente, e fazer os seus últimos dias os melhores de sua vida."

Repreensão Divina

Após o discurso de Eliú, que deixou bem claro que o grande problema de Jó era a sua justiça própria, o próprio Deus fez questão de se dirigir a este Seu filho, repreendendo-o pessoalmente:


"Depois disto o SENHOR respondeu a Jó de um redemoinho, dizendo: Quem é este que escurece o conselho com palavras sem conhecimento? Agora cinge os teus lombos, como homem; e perguntar-te-ei, e tu me ensinarás." Jó 38:1-3


Às perguntas de Zofar “Poderás descobrir as cousas profundas de Deus? Poderás descobrir perfeitamente o Todo-poderoso?” (Job 11:7), Jó tinha respondido:


“Eu tenho entendimento como vós, eu não vos sou inferior. Quem não sabe tais cousas como essas?”; “Eis que tudo isto viram os meus olhos, e os meus ouvidos o ouviram e entenderam. Como vós o sabeis, também eu o sei; não vos sou inferior." (Job 12:3; 13:1,2)

Agora o Senhor continua o Seu discurso, usando até mesmo a ironia, para fazer Jó refletir no seu orgulho e justiça própria, e admitir a loucura do seu pecado:

"Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência. Quem lhe pós as medidas, se é que o sabes? (...) Ou desde os teus dias deste ordem à madrugada, ou mostraste à alva o seu lugar; (...) Ou entraste tu até às origens do mar, ou passeaste no mais profundo do abismo? Ou descobriram-se-te as portas da morte, ou viste as portas da sombra da morte? Ou com o teu entendimento chegaste às larguras da terra? Faze-mo saber, se sabes tudo isto.


Onde está o caminho onde mora a luz? E, quanto às trevas, onde está o seu lugar; Para que as tragas aos seus limites, e para que saibas as veredas da sua casa? De certo tu o sabes, porque já então eras nascido, e por ser grande o número dos teus dias!


Ou entraste tu até aos tesouros da neve, e viste os tesouros da saraiva, Que eu retenho até ao tempo da angústia, até ao dia da peleja e da guerra?


(...) Ou poderás tu ajuntar as delícias do Sete-estrelo ou soltar os cordéis do Orion? Ou produzir as constelações a seu tempo, e guiar a Ursa com seus filhos? Sabes tu as ordenanças dos céus, ou podes estabelecer o domínio deles sobre a terra? Ou podes levantar a tua voz até às nuvens, para que a abundância das águas te cubra? Ou mandarás aos raios para que saiam, e te digam: Eis-nos aqui? Quem pôs a sabedoria no íntimo, ou quem deu à mente o entendimento?" Jó 38:4,5,12, 16-23,31-36.

"Respondeu mais o SENHOR a Jó, dizendo: Porventura o contender contra o Todo-Poderoso é sabedoria? Quem argui assim a Deus, responda por isso.


Então Jó respondeu ao SENHOR, dizendo: Eis que sou vil; que te responderia eu? A minha mão ponho à boca. Uma vez tenho falado, e não replicarei; ou ainda duas vezes, porém não prosseguirei.


Então o SENHOR respondeu a Jó de um redemoinho, dizendo: Cinge agora os teus lombos como homem; eu te perguntarei, e tu me explicarás. Porventura também tornarás tu vão o meu juízo, ou tu me condenarás, para te justificares?" Jó 40:1-8.


Bendito Resultado

"Então respondeu Job ao Senhor, dizendo: Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia. Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos. Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza." Jó 42: 1-6.


Finalmente Jó reconhece o seu pecado, humilha-se e arrepende-se!

“Os que experimentam a santificação bíblica manifestarão um espírito de humildade. Como Moisés, depois de contemplarem a augusta e majestosa santidade, vêem a sua própria indignidade contrastando com a pureza e excelsa perfeição do Ser infinito. (…)


Quando Jó ouviu do redemoinho, a voz do Senhor, exclamou: "Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza. Jó 42:6. (…)


Não pode haver exaltação própria, jactanciosa pretensão à libertação do pecado, por parte dos que andam à sombra da cruz do Calvário. Sentem eles que foi seu pecado o causador da agonia que quebrantou o coração do Filho de Deus, e este pensamento os levará à humilhação própria. Os que mais perto vivem de Jesus, mais claramente discernem a fragilidade e pecaminosidade do ser humano, e sua única esperança está nos méritos de um Salvador crucificado e ressurgido.” O Grande Conflito, pág. 471, 472, (cap. 27).


Os 3 amigos de Jó

A Bíblia diz-nos:

"Deus fala de um modo, E ainda de outro modo, sem que o homem lhe atenda. Em sonho, em visão noturna, Quando cai sono profundo sobre os homens, E dormem na cama; Então lhes abre os ouvidos, E lhes sela a instrução, Para apartar o homem do seu mau propósito, E escondê-lo da soberba". Jó 33:14-17


"Os amigos de Job" não "entendiam a sua humilhação e sofrimentos". Desejado de Todas as Nações, pág. 63. Por isso, e na tentativa de descobrir qual era a razão de tanto sofrimento - não obstante isso já ter sido revelado por Deus num sonho dado a Elifaz (Jó 4:12,17) - eles multiplicaram as suas palavras em acusações contra Jó e em afirmações incorrectas acerca de Deus.

"Toda a palavra de Deus é provada, Ele é um escudo para os que nele confiam. Nada acrescentes às suas palavras, Para que ele não te repreenda, e tu sejas achado mentiroso." Pv. 30:5,6.


Por esse motivo é que o Senhor repreendeu Elifaz, Bildade e Zofar: "Sucedeu que, acabando o Senhor de falar a Job aquelas palavras, o Senhor disse a Elifaz, o temanita: A minha ira se acendeu contra ti, e contra os teus dois amigos, porque não falastes de mim o que era reto, como o meu servo Job." Jó 42:7

Mas é interessante notar que Deus não repreende a Eliú, pois ele falou sabiamente, tomando em consideração aquilo que o Senhor havia revelado. Como vimos no artigo anterior, Eliú foi um verdadeiro mensageiro do Senhor, um intérprete (Jó 33:23,24), tal como o foi José, no Egipto, quando faraó teve o sonho das vacas e das espigas (Gn. 41).


Deus utilizou Eliú para mostrar a Jó o seu pecado. E após ele se ter humilhado e arrependido, "o Senhor aceitou a face de Job" (Jó 42:9), e agora, depois de ter abandonado a sua justiça própria (Jó 26:6) e aceitado pela fé a justiça de Deus, ele vai interceder pelos seus três amigos.


"Tomai, pois, sete bezerros e sete carneiros, e ide ao meu servo Job, e oferecei holocaustos por vós, e o meu servo Job orará por vós; porque deveras a ele aceitarei, para que eu não vos trate conforme a vossa loucura; porque vós não falastes de mim o que era reto como o meu servo Job. Então foram Elifaz, o temanita, e Bildade, o suíta, e Zofar, o naamatita, e fizeram como o Senhor lhes dissera". Jó 42:8,9


"E o Senhor virou o cativeiro de Job, quando orava pelos seus amigos; e o Senhor acrescentou, em dobro, a tudo quanto Job antes possuía. Então vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele pão em sua casa, e se condoeram dele, e o consolaram acerca de todo o mal que o Senhor lhe havia enviado; e cada um deles lhe deu uma peça de dinheiro, e um pendente de ouro. E assim abençoou o Senhor o último estado de Job, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas. Também teve sete filhos e três filhas. E chamou o nome da primeira Jemima, e o nome da segunda Quezia, e o nome da terceira Quéren-Hapuque. E em toda a terra não se acharam mulheres tão formosas como as filhas de Job; e seu pai lhes deu herança entre seus irmãos. E depois disto viveu Job cento e quarenta anos; e viu a seus filhos, e aos filhos de seus filhos, até à quarta geração. Então morreu Job, velho e farto de dias." Jó 42:10-17.

Deus sabe o que faz

“Na experiência de todos surgem ocasiões de profundo desapontamento e extremo desencorajamento - dias em que só predomina a tristeza, e é difícil crer que Deus é ainda o bondoso benfeitor de seus filhos na Terra; dias em que o dissabor mortifica a alma, de maneira que a morte pareça preferível à vida. É então que muitos perdem sua confiança em Deus, e são levados à escravidão da dúvida, ao cativeiro da incredulidade. Pudéssemos em tais ocasiões discernir com intuição espiritual o significado das providências de Deus, veríamos anjos procurando salvar-nos de nós mesmos, esforçando-se por firmar nossos pés num fundamento mais firme que os montes eternos; e nova fé, nova vida jorrariam para dentro do ser. (…)

Embora cansado da vida, a Jó não foi permitido morrer. (…) Das profundezas do desencorajamento e desânimo Jó se levanta para as alturas da implícita confiança na misericórdia e o poder salvador de Deus.

… Quando Jó teve um vislumbre de seu Criador, abominou-se a si mesmo, e se arrependeu no pó e na cinza. Então o Senhor pôde abençoá-lo abundantemente, e fazer os seus últimos dias os melhores de sua vida.

Esperança e coragem são essenciais ao perfeito serviço para Deus. Estes são frutos da fé. O desânimo é pecaminoso e irrazoável. Deus está em condições e disposto a outorgar a Seus servos "mais abundantemente" a força de que necessitam para a tentação e prova. Os planos dos inimigos de Sua obra podem parecer bem assentados e firmemente estabelecidos; mas Deus pode subverter os mais fortes deles. E isto Ele faz em seu devido tempo e maneira, quando vê que a fé de Seus servos foi suficientemente testada.” Profetas e Reis, pág. 162-164.

“O Senhor não rejeitará para sempre; pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das suas misericórdias; porque não aflige, nem entristece de bom grado os filhos dos homens.” Lm. 3:31-33.

No final deste estudo acerca do livro de Jó, podemos concluir que o Senhor Jeová é realmente um Deus de amor, que tudo conduz para o bem dos Seus filhos. Como Pai amante, Ele conduz os Seus filhos por experiências muitas vezes dolorosas, com a finalidade de ensiná-los, corrigi-los e guiá-los na senda do bem, no caminho da justiça. Ele quer livrar-nos de nós próprios, dos nossos pecados, mas como frequentemente somos tão cegos, ele tem de usar meios que nos façam despertar para a realidade da nossa verdadeira condição perante Ele e conduzir-nos aos pés de Cristo!

Que possamos ser humildes o suficiente para aceitar as repreensões que o Senhor nos manda tantas vezes, quem sabe através de uma doença, de tribulações, de advertências pelos Seus mensageiros... Que, como Jó, possamos arrepender-nos, abandonar a nossa justiça própria, que aos olhos do Senhor é como trapos imundos, e agarrarmo-nos ao único que nos pode comunicar a Sua justiça - Jesus Cristo. Que o Senhor nos sustenha, nos dê uma fé firme e uma confiança inabalável no Seu amor e cuidado por nós, e que no final da prova possamos reconhecer: “Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos”. Sal.119:71

Amén!



sábado, 17 de abril de 2010

Acautelem-se! Muito em breve Satanás personificará Cristo.

Estamos no "fim das dores" (Mat. 24:8); os figos já começaram a aparecer, bem como as folhas (Mat. 24:32), e o verão está muito próximo. Da mesma forma, todos estes sinais que estão sucedendo numa frequência alucinante, apontam para a vinda do Senhor Jesus Cristo. Mas antes virá um falso Cristo!


A cada dia que passa, neste novo ano 2010, as notícias de catástrofes em todo o mundo vão aumentando. Cada nova semana traz novos terramotos, inundações, tornados, deslizamentos de terra, aviões que caíram, manifestações contra os governos, violência nas escolas e lares, injustiça e corrupção... sem precedentes!

Já paraste um pouco para pensar no que se está a passar?

Algo está para acontecer!

Tudo isto são sinais, alertas, para nos despertar, para chamar nossa atenção para a urgência do momento. Amanhã, pode ser tarde demais!

Jesus nos diz ainda hoje: "Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem vosso Senhor." Mat. 24:42.

Estamos no "fim das dores" (Mat. 24:8); os figos já começaram a aparecer, bem como as folhas (Mat. 24:32), e o verão está muito próximo. Da mesma forma, todos estes sinais que estão sucedendo numa frequência alucinante, apontam para a vinda do Senhor Jesus Cristo:

"Ora, ao começarem estas coisas a suceder, exultai e erguei a vossa cabeça; porque a vossa redenção se aproxima." Luc. 21:28.

O mundo está a clamar, os cristãos sinceros desejam a vinda do Seu Senhor, a sociedade em geral espera um messias. Há um desejo de esperança para um mundo despedaçado, um grito pela paz. Atenção!!!

Jesus advertiu-nos que muitos surgirião em Seu nome dizendo: "Sou eu" e "Chegou a hora! Não os sigais" (Luc. 21:8). Ainda não vieram todos os falsos cristos, pois o próprio Satanás aparecerá ainda como um anjo de luz (II Cor. 11:14), personificando o próprio Jesus. Aqueles que ele ainda não conseguiu enganar, vai agora tentar enganar, e se lhe fora possível até mesmo os escolhidos (Mat:24:24).

Muito em breve, a obra prima do engano aparecerá, Satanás personificando Cristo, e ouviremos:

"Eis aqui o Cristo! Ou ei-lo ali! Não acrediteis"(Mat. 24:23).

"Mais uma tentativa, e então será usado o último ardil de Satanás. Ele ouve o incessante clamor de que Cristo venha, de que Cristo os liberte." Eventos Finais, pág. 143.

Muito, muito em breve, se ouvirá da chegada do falso Cristo!

"Por meio do espiritismo Satanás aparece como benfeitor da humanidade, curando as doenças do povo e pretendendo apresentar um novo e mais elevado sistema de fé religiosa; ao mesmo tempo, porém, ele opera como destruidor."

"E então o grande enganador persuadirá os homens de que os que servem a Deus estão motivando esses males. A classe que provocou o descontentamento do Céu atribuirá todas as suas inquietações àqueles cuja obediência aos mandamentos de Deus é perpétua reprovação aos transgressores. Declarar-se-á que os homens estão ofendendo a Deus pela violação do descanso dominical; que este pecado acarretou calamidades que não cessarão antes que a observância do domingo seja estritamente imposta; e que os que apresentam os requisitos do quarto mandamento, destruindo assim a reverência pelo domingo, são perturbadores do povo, impedindo a sua restauração ao favor divino e à prosperidade temporal." Grande Conflito, pág. 593.
(http://oconflitodosseculos.blogspot.com/2009/10/36.html).

Ao mesmo tempo em que ele opera milagres em toda a terra, opera também terríveis calamidades, e finalmente insinuará que os guardadores do sábado são os responsáveis dessas mesmas calamidades.

Então apresentará uma falsa mensagem de esperança:

"Que a observância do domingo seja estritamente imposta" 

Em todo o mundo  já existem movimentos a favor da guarda do domingo, e neste momento de uma forma especial na Europa (http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/9708-parlamento-europeu-debate-o-tema-do-trabalho-no-domingo; http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/5588-alemanha-reafirma-domingo-como-dia-de-descanso-e-contemplacao-religiosa).

Muito em breve Satanás surgirá personificando Cristo, e então tudo estará preparado para a saída do decreto dominical em todo o mundo.

Não te deixes enganar, é a tua salvação que está em jogo!

O Sábado, o sétimo dia, é o dia que deves guardar.

"Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra; mas o sétimo dia é o sábado de Jeová teu Deus. Nesse dia não farás obra alguma, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu servo, nem tua serva, nem teu animal, nem o teu estrangeiro que está das tuas portas para dentro; porque em seis dias fez Jeová o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há: por isso Jeová abençoou o dia sétimo, e o santificou." Êx. 20:8-11


sexta-feira, 16 de abril de 2010

O domingo é o dia do sol, como afirma o catecismo!

Jesus nunca profanou a santidade do sábado, o sétimo dia, mas os católicos profanam esse dia cada semana, tendo por cabeça o papa, em vez de Cristo.



"O [§34] Evangelho relata numerosos incidentes em que Jesus é acusado de violar a lei do sábado. Mas Jesus nunca profana a santidade desse dia[a35] . Dá-nos com autoridade sua autêntica interpretação: "O sábado foi feito para o homem e não o ho­mem para o sábado" (Mc 2,27). Movido por compaixão, Cristo se permite, no "dia de sábado, fazer o bem de preferência ao mal, salvar uma vida de preferência a matar[a36] . O sábado é o dia do Senhor das misericórdias e da honra de Deus[a37] . "O Filho do Homem é senhor até do sábado" (Mc 2,28)." Catecismo Católico (http://angelgireh.tripod.com/tp06.html)


Jesus nunca profanou a santidade do sábado, o sétimo dia, mas os católicos profanam esse dia cada semana, tendo por cabeça o papa, em vez de Cristo.


"2174 Jesus [§38] ressuscitou dentre os mortos "no primeiro dia da semana" (Mc 16,2[a39] ). Enquanto "primeiro dia", o dia da Ressurreição de Cristo lembra a primeira criação. Enquanto "oitavo dia", que segue ao sábado[a40] , significa a nova criação inaugurada com a Ressurreição de Cristo. Para os cristãos, ele se tornou o primeiro de todos os dias, a primeira de todas as festas, o dia do Senhor ("Hé kyriaké hemera", "dies dominica "), o "domingo":


Reunimo-nos todos no dia do sol, porque é o primeiro dia (após sábado dos judeus, mas também o primeiro dia) em que Deus extraindo a matéria das trevas, criou o mundo e, nesse mesmo dia Jesus Cristo, nosso Salvador, ressuscitou dentre os mortos[a41] ." Catecismo Católico (http://angelgireh.tripod.com/tp06.html)


A explicação do primeiro e oitavo dias, não tem jeito nenhum. Não passa de uma invenção forçada e forjada pelos teólogos católicos, que não tem qualquer base bíblica, e que eu duvido que um terço dos católicos entenda. Depois vem a mentira de que para os cristãos o domingo se tornou "o primeiro de todos os dias... o dia do Senhor". Na verdade, até o mais ignorante dos homens sabe que o domingo para os cristãos sempre foi o primeiro dia da semana, como o era para os judeus, mas isso não tem nada que ver com santificação do domingo. Tão pouco se tornou o dia do Senhor, pois os cristãos continuaram a guardar o sábado, o sétimo dia, mesmo depois da ressurreição de Cristo. Depois de tanto disparate, finalmente há um reconhecimento honesto e uma explicação clara do que é o domingo - o dia do sol!


Mas logo a seguir, o engano no qual a maioria dos cristãos acredita, isto é, que o domingo se tornou o dia do Senhor, e que a partir da ressurreição de Cristo os cristãos passaram a guardar esse dia, é repetido:

"Aqueles que viviam segundo a ordem antiga das coisas volta­ram-se para a nova esperança não mais observando o sábado, mas sim o dia do Senhor, no qual a nossa vida é abençoada por Ele e por sua morte[a44] ." Catecismo Católico (http://angelgireh.tripod.com/tp06.html)


Não existem quaisquer relatos bíblicos de santificação do domingo, ou alteração dos dez mandamentos. Nem mesmo relatos históricos, a menos que Roma os tenha encomendado, de que os cristãos guardassem o domingo no início da história cristã. Pelo contrário, a história mostra que os cristãos fiéis guardaram o sábado durante toda a história.


Guardar o domingo não passa de um mandamento de homens, neste caso, dos teólogos católicos, os quais interpretam a lei de Deus segundo a sua loucura:


"2180 O [§56] mandamento da Igreja determina e especifica a lei do Senhor: "Aos domingos e nos outros dias de festa de preceito, os fiéis têm a obrigação de participar da missa[a57] ". Catecismo Católico (http://angelgireh.tripod.com/tp06.html)

Faço um desafio a qualquer católico honesto. Pesquisem sobre o domingo e verão que em Roma quem guardava o domingo eram os pagãos, os quais veneravam o dia do sol. Só quando o cristianismo foi aceite pelo império romano no IV séc. é que o domingo, bem como muitos outros símbolos pagãos foram introduzidos na religião cristã. No entanto, os cristãos que permaneceram fiéis, continuaram a guardar o sábado bíblico.

A santificação do domingo não tem nada que ver com cristianismo, mas com paganismo!

Se és um cristão sincero, então deves guardar o sábado, o sétimo dia.

Quase no final da sua vida, Jesus advertiu os cristãos a orarem para que não fossem perseguidos no dia de sábado (Mat. 24:20). No céu, o dia em que iremos adorar o Senhor, continuará a ser o sábado. (Is. 66:22,23).


"Tertuliano, notável escritor cristão que vivia no Norte da África, e que era contemporâneo de Orígenes, se bem que fosse favorável à guarda do primeiro dia da semana, nos informa que o sábado era observado pelos cristãos. Ele se opunha ao fato de os cristãos orarem de joelhos nas reuniões de cultos aos sábados. – (The Ante Nicene Fathers, vol. 3 pág. 689).


"Em virtude de os cristãos fiéis perseverarem na observância do sábado, o Concílio de Laodicéia, quarenta e três anos depois da proclamação do edito de Constantino, publicou um decreto nos seguintes termos: "Os cristãos não devem judaizar e descansar no sábado, mas sim trabalhar neste dia; porém, ao domingo honrar de maneira especial, como cristãos. Se, entretanto, forem encontrados judaizando, sejam então excomungados (amaldiçoados) por Cristo." - Hefele, History of the Councils of the Church", vol. 2, livro 6, sec. 93, cânon 29." (http://www.asd-mr.org.br/folhetos/domingo.htm)


Os próprios católicos dão testemunho do engano de Roma:


"O domingo é uma instituição católica, e as suas reivindicações para a sua observância podem ser defendidas unicamente através de princípios católicos... Desde o princípio até ao fim das Escrituras, não há uma única passagem que autorize a mudança do dia de adoração pública semanal do último dia da semana para o primeiro." The Catholic Press Sidney, Austrália, Agosto de 1900.


"Nós observamos o domingo no lugar do sábado porque a igreja católica transferiu a solenidade do sábado para o domingo." Peter Geiermann, CSSR, "A Doctrinal Catechism", edição de 1957, pág. 50.


"Se os protestantes seguissem a Bíblia, adorariam a Deus no dia de sábado. Ao guardarem o domingo, estão a seguir uma lei da igreja católica." Albert Smith, Chanceler da Arquidiocese de Baltimore, respondendo pelo Cardeal, numa carta datada de 10 de Fevereiro de 1920.



Neste mundo de trevas e pecado, resta ainda um repouso para o fiel povo de Deus, o sábado, o sétimo dia (Heb. 4:4, 9-11). Vais continuar a guardar o domingo, conforme fazem os adoradores do sol, ou passar a guardar o sábado conforme fez Cristo, e os seus fiéis seguidores? A decisão é tua.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

A imposição do celibato aos sacerdotes católicos e a pedofilia

A imposição do celibato aos sacerdotes católicos não tem qualquer base bíblica. Como resultado de tal doutrina de demónios, é que existem tantos casos de pedofilia, violações, adultérios e homossexualidade entre aqueles que se dizem representantes de Cristo.


Os casos, não só de pedofilia mas também de violações, adultérios e homossexualidade entre os sacerdotes católicos, são seguramente causados, entre outros factores, pela imposição do celibato aos mesmos. Nestas últimas décadas, estas vergonhosas notícias abalaram todo o mundo, mas quantas torturas sexuais não terão sido feitas no passado, tanto a mulheres como a crianças, sem terem sido descobertas? Quantas coisas se estarão ainda a fazer por detrás dos bastidores, as quais ninguém acredita ou imagina, por ainda não terem sido reveladas?

A prostituição e a fornicação, bem como os sacrifícios humanos, sempre estiveram associadas ao culto do sol (Núm. 25:1-3; Lv 18.21; 20:2 a 5). A igreja católica é um sistema pagão, adorador do sol, com nomenclatura cristã, é um verdadeiro disfarçe e engano. Quantos cristãos fiéis não foram sacrificados no circo de Nero, na famosa colina do Vaticano, e quantas divindades pagãs ali não foram veneradas,  até mesmo com sacrifícios humanos! Será que além de pedofilia não se estarão a realizar outros tipos de sacrifícios de seres humanos, nomeadamente crianças, nos bastidores do Vaticano?!

O celibato obrigatório é anti-bíblico, é algo que vai contra as claras indicações dadas pelo próprio Deus ao homem no início da criação (Gén. 1:27, 28). Os próprios apóstolos, incluindo Pedro, tinham mulher (I Cor. 9:5). Se é verdade que Paulo, em circunstâncias pontuais, fala da questão do celibato voluntário (I Cor. 7), também vai falar da sua imposição na igreja cristã como sendo uma clara apostasia:

"Mas o Espírito diz expressamente que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, atendendo a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, mediante a hipocrisia de homens mentirosos, que têm a consciência cauterizada, que proibem o casamento e ordenam a abstinência de alimentos, que Deus criou para serem usados com gratidão pelos que crêem e conhecem bem a verdade. Pois toda a criatura de Deus é boa, e nada deve ser rejeitado, se é recebido com gratidão; porque é santificado pela palavra de Deus e pela oração." I Tim. 4:1-5.

Esta apostasia manifestou-se na igreja cristã pela introdução das idéias gnósticas, as quais desprezam o corpo, a matéria, achando por exemplo, que as relações sexuais lícitas, e até mesmo os alimentos, seriam um impedimento à espiritualidade e à santidade. Segundo esta ordem de idéias, a igreja católica, a igreja cristã apostatada, ordenou o celibato, incentivando a ociosa e inútil vida monástica, bem como a abstinência de alimentos não proibidos pela Palavra de Deus, em determinados dias religiosos ou períodos de tempo considerados sagrados:

"O quarto mandamento ("Jejuar e abster-se de carne, conforme manda a Santa Mãe Igreja") determina os tempos de ascese e penitência [abstinência] que nos preparam para as festas litúrgicas; contribuem para nos fazer adquirir o domínio sobre nossos instintos e a liberdade de coração." (http://catecismo-az.tripod.com/conteudo/a-z/a/a.html#abstinencia)

"Comi, deliberadamente, carne ou fiz com que outros comessem carne em dias de abstinência? Quebrei leis do jejum?" (http://saudedalma.blogspot.com/2010/03/sacramento-da-confissao.html)

O catecismo católico é anti-bíblico, pior ainda, anti-cristo!

É isso mesmo, aquilo que vai contra a Palavra de Deus é anti-cristo. Os "espíritos enganadores", as "doutrinas de demônios", os "homens mentirosos que têm a consciência cauterizada, que proibem o casamento e ordenam a abstinência de alimentos", conforme Paulo profetizou, estão na igreja apóstata, a igreja católica, por isso mesmo são anti-cristos.

Quanto ao celibato, Paulo chegou mesmo a afirmar, ao escrever a Timóteo e Tito, que os bispos ou presbíteros, ou seja, anciãos ou pastores, sejam maridos de uma só mulher:

"É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, discreto, sóbrio, circunspecto, hospitaleiro, capaz de ensinar, não dado ao vinho, não espancador, mas moderado, inimigo de contendas, não cobiçoso, e que saiba governar bem a sua casa, tendo seus filhos em sujeição com todo o respeito." I Tim. 3:1-4. 

"Por esta causa te deixei em Creta, a fim de que regulasses o que ainda faltava, e que estabelecesses presbíteros em cada cidade, assim como eu te ordenei; se alguém é inculpável, marido de uma só mulher, tendo filhos crentes que não são acusados de dissolução nem são insubordinados." Tit. 1:6.

Portanto, o celibato dos sacerdotes católicos, não tem qualquer fundamento na Palavra de Deus, mas é de inspiração satânica, doutrina de demónios, os quais são adorados pelos papas e altas hiérarquias da igreja católica. Não admira que os padres frequentemente não só adulterem, como cometam actos pedófilos e homossexuais. É isso mesmo que Satanás deseja, a fim de trazer opróbrio ao nome de Cristo.

Sai dela Povo Meu, caso contrário estás a pactuar com estes monstros pedófilos!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Bento XVI e o Vaticano nas sombras da pedofilia

Em português costuma-se dizer que "tanto é ladrão o que rouba, como aquele que fica à porta", e que "quem cala, consente" . Desta forma Bento XVI tornou-se num pedófilo, pois não só se calou, como também encobriu casos de pedofilia entre sacerdotes católicos.



Como é possível que aquele que, usurpadoramente, toma o lugar de Cristo na Terra, tenha escondido pecados terríveis como a pedofilia, entre os seus colegas, e isto por diversas vezes, compactuando assim com tais actos? Se ele o fez pelos outros, é porque também faz a mesma coisa por si mesmo?!

É vergonhoso, escandaloso, para a igreja católica, pretensa igreja de Cristo, permitir a permanência de padres pedófilos nos seus cargos, anos depois dos actos terríveis que cometeram. Grande máfia! São até piores e mais hipócritas que os políticos mais perversos.

(http://aeiou.expresso.pt/pedofilia-bento-xvi-tera-encoberto-padre-norte-americano=f572878
http://aeiou.expresso.pt/reino-unido-campanha-pede-prisao-para-bento-xvi=f576028)

A hierarquia mais alta da igreja católica é composta por monstros, demónios, satanistas, lobos, vestidos de peles de ovelha (Act. 20:29), que se fazem passar por santos...

Já não chega o facto de estarem "bêbados" (Ap. 17:6), por tanto sangue que derramaram no passado, o sangue daqueles  que permaneceram fiéis à santa Palavra de Deus, e agora ainda têm a maligna ousadia de se tornarem prostitutos, adúlteros, violadores e sei lá mais o quê, continuando a acharem-se os representantes de Cristo na terra?!

São os piores! São os mais altos dignatários do reino de Satanás.
O Vaticano é o trono da besta e do anticristo.

"E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande Babilónia, a mãe das prostituições e abominações da terra." Ap. 17:5.

"Caiu, caiu a grande Babilónia, e se tornou morada de demónios, e covil de todo espírito imundo, e esconderijo de toda ave imunda e odiável.

Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias.
E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas." Ap. 18:2-4.

Sai dela povo Meu! Depressa, por favor...

sábado, 10 de abril de 2010

Desolação e caos no Rio de Janeiro

Resposta à pergunta: "Então e o Rio de Janeiro? Deus se esqueceu de castigar o Rio? Também teve Carnaval lá!".


No dia 23 de Fevereiro de 2010, alguém comentou o artigo "Carnaval 2010 e Dilúvio na Madeira",
(http://1assimdizosenhor.blogspot.com/2010/02/carnaval-2010-e-diluvio-na-madeira.html):

"Então e o Rio de Janeiro? Deus se esqueceu de castigar o Rio? Também teve Carnaval lá!".

Eis aí a resposta:

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia182/2010/04/09/brasil,i=184987/NUMERO+DE+MORTOS+NO+RIO+DE+JANEIRO+CHEGA+A+192.shtml
http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1558686-5606,00.html



A mesma coisa que aconteceu na Madeira aconteceu no Rio de Janeiro. No espaço de poucas horas houve uma precipitação fora do normal, que não era esperada pelos metereologistas, tanto na Madeira no passado mês de Fevereiro, como este mês no Rio de Janeiro causando uma verdadeira catástrofe. O Carnaval, autêntica festa satânica,  tem sido ousadamente festejado, cada ano, não só na Madeira, como também no Rio de Janeiro. Grandes abominações se têm cometido nesta cidade. Castigos semelhantes aos que caíram sobre Sodoma e Gomorra, em breve caírão sobre todas as cidades do planeta (Gén. 19:23-26).

Saiam das cidades o mais depressa possível! (Gén. 19:17) Apressem-se pois a ira de Deus é iminente sobre as cidades, devido aos seus muitos pecados:

"Jesus está prestes a deixar o propiciatório do santuário celestial, a fim de usar vestes de vingança, e derramar Sua ira em juízo sobre aqueles que não corresponderam à luz que Deus lhes deu. "Visto como se não executa logo o juízo sobre a má obra, por isso o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto para praticar o mal." Ecl. 8:11. Em vez de se sensibilizarem pela paciência e longanimidade que o Senhor tem exercido para com eles, os que não temem a Deus nem amam a verdade, fortalecem o coração no mau caminho. Há, porém, limites até para a longanimidade de Deus, e muitos estão ultrapassando tais limites. Sobrepujaram os limites da graça, e portanto Deus deve intervir e reivindicar Sua honra. (...)

Com infalível precisão, o Ser infinito ainda mantém, por assim dizer, uma conta com todas as nações. Enquanto Sua misericórdia se oferece com convites ao arrependimento, esta conta permanecerá aberta; quando, porém, os algarismos atingem um certo total que Deus fixou, começa o ministério de Sua ira. Encerra-se a conta. Cessa a paciência divina. Não mais há intercessão de misericórdia a favor delas. (...)

A crise aproxima-se rapidamente. Quase é vindo o tempo da visitação de Deus. Conquanto Lhe repugne castigar, não obstante castigará, e rapidamente. Aqueles que andam na luz verão sinais do perigo que se aproxima...

Na ocasião em que o perigo e a crise da igreja crescem, o grupo que permanece na luz estará suspirando e clamando por causa das abominações cometidas na Terra. Mais especialmente, porém, suas orações subirão em favor da igreja porque seus membros estão agindo segundo a maneira do mundo.

As fervorosas orações destes poucos fiéis, não serão em vão. Quando vier o Senhor para exercer vingança, virá também como protetor de todos os que conservaram pureza de fé, e se guardaram incontaminados do mundo. É nesta ocasião que Deus prometeu vingar Seus escolhidos, que a Ele clamam de dia e de noite." Testemunhos Selectos, vol. II, pág.62-64.

Todas as catástrofes que estão sucedendo no mundo inteiro, são apenas avisos e alertas para a humanidade. O pior ainda está para acontecer!

Arrependei-vos, convertei-vos, e buscai ao Senhor Jeová enquanto se pode achar:

"Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar." Is. 55:6,7.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Alerta! - Satanás aparece como benfeitor da humanidade e induzirá os governantes a decretar a santificação do domingo como dia de repouso

"Por meio do espiritismo Satanás aparece como benfeitor da humanidade, curando as doenças do povo e pretendendo apresentar um novo e mais elevado sistema de fé religiosa; ao mesmo tempo, porém, ele opera como destruidor."



Gostaria de chamar a vossa atenção para o cap. 36 do livro "O Grande Conflito". Ellen White explica claramente que  Satanás  personificará a Cristo, a fim de enganar o povo com respeito ao falso sábado, o domingo, induzindo os governantes a promulgar uma lei dominical. Não só Cristo será personificado, mas muitas outras pessoas que já morreram. Devemos estudar profundamente a Palavra de Deus a fim de não sermos enganados. Muitos falsos Cristos já apareceram e continuarão a aparecer, como é o caso de Matreya, o qual é até mesmo publicitado pela CNN:

http://www.youtube.com/watch?v=2igRxKQzXgQ&feature=PlayList&p=8DA7D203C33DF594&playnext_from=PL&index=6


http://www.youtube.com/watch?v=bZhWyURN2Gc&feature=PlayList&p=8DA7D203C33DF594&playnext_from=PL&index=8


Terríveis acontecimentos terão lugar muito em breve. Não te deixes enganar, pois muitos daqueles que hoje são tomados por ministros de Deus, serão os mesmos que te irão enganar. Aconselho-te a leres atentamente o cap. 11 do livro "Eventos Finais". Lê em espírito de oração as seguintes frases retiradas do livro "O Grande Conflito", e divulga-o o mais que puderes:

“Imitando mais de perto o cristianismo nominal da época, o espiritismo tem maior poder para enganar e enredar. O próprio Satanás está convertido, conforme a nova ordem de coisas. Ele aparecerá no aspecto de anjo de luz. Mediante a agência do espiritismo, operar-se-ão prodígios, os doentes serão curados, e se efectuarão muitas e inegáveis maravilhas. E, como os espíritos professarão fé na Escritura Sagrada, e demonstrarão respeito pelas instituições da igreja, sua obra será aceita como manifestação do poder divino.

A linha de separação entre cristãos professos e ímpios é agora dificilmente discernida. Os membros da igreja amam o que o mundo ama, e estão prontos para se unirem a ele; e Satanás está resolvido a uni-los em um só corpo, e assim fortalecer sua causa arrastando-os todos para as fileiras do espiritismo. Os romanistas, que se gloriam dos milagres como sinal certo da verdadeira igreja, serão facilmente enganados por este poder operador de prodígios; e os protestantes, tendo rejeitado o escudo da verdade, serão também iludidos. Romanistas, protestantes e mundanos juntamente aceitarão a forma de piedade, destituída de sua eficácia, e verão nesta aliança um grandioso movimento para a conversão do mundo, e o começo do milênio há tanto esperado.

Por meio do espiritismo Satanás aparece como benfeitor da humanidade, curando as doenças do povo e pretendendo apresentar um novo e mais elevado sistema de fé religiosa; ao mesmo tempo, porém, ele opera como destruidor. (…)

Satanás também opera por meio dos elementos a fim de recolher sua colheita de almas desprevenidas. Estudou os segredos dos laboratórios da Natureza, e emprega todo o seu poder para dirigir os elementos tanto quanto o permite Deus. (…)

Ao mesmo tempo em que aparece aos filhos dos homens como grande médico que pode curar todas as enfermidades, trará moléstias e desgraças até que cidades populosas se reduzam à ruína e desolação. Mesmo agora está ele em atividade. Nos acidentes e calamidades no mar e em terra, nos grandes incêndios, nos violentos furacões e terríveis saraivadas, nas tempestades, inundações, ciclones, ressacas e terremotos, em toda parte e sob milhares de formas, Satanás está exercendo o seu poder. Destrói a seara que está a amadurar, e seguem-se fome, angústia. Comunica ao ar infecção mortal, e milhares perecem pela pestilência.

Estas visitações devem tornar-se mais e mais freqüentes e desastrosas. A destruição será tanto sobre o homem como sobre os animais. "A Terra pranteia e se murcha", "enfraquecem os mais altos dos povos. ... Na verdade a Terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto transgridem as leis, mudam os estatutos, e quebram a aliança eterna." Isa. 24:4 e 5.

E então o grande enganador persuadirá os homens de que os que servem a Deus estão motivando esses males. A classe que provocou o descontentamento do Céu atribuirá todas as suas inquietações àqueles cuja obediência aos mandamentos de Deus é perpétua reprovação aos transgressores. Declarar-se-á que os homens estão ofendendo a Deus pela violação do descanso dominical; que este pecado acarretou calamidades que não cessarão antes que a observância do domingo seja estritamente imposta; e que os que apresentam os requisitos do quarto mandamento, destruindo assim a reverência pelo domingo, são perturbadores do povo, impedindo a sua restauração ao favor divino e à prosperidade temporal.

Assim se repetirá com motivos igualmente bem definidos a acusação feita na antiguidade contra o servo de Deus: "E sucedeu que, vendo Acabe a Elias, disse-lhe Acabe: És tu o perturbador de Israel? Então disse ele: Eu não tenho perturbado a Israel, mas tu e a casa de teu pai, porque deixastes os mandamentos do Senhor, e seguistes a Baalim." I Reis 18:17 e 18. Ao despertar-se a ira do povo por meio de falsas acusações, agirão para com os embaixadores de Deus de modo muito semelhante àquele que o apóstata Israel seguiu com relação a Elias.

O poder operador de milagres manifesto pelo espiritismo, exercerá sua influência contra os que preferem obedecer a Deus a obedecer aos homens. Comunicações por parte dos espíritos declararão que Deus os enviou para convencer de seu erro os que rejeitam o domingo, afirmando que as leis do país deveriam ser obedecidas como a lei de Deus. Lamentarão a grande impiedade no mundo, secundando o testemunho dos ensinadores religiosos de que o estado de aviltamento da moral se deve à profanação do domingo. Grande será a indignação despertada contra todos os que se recusam a aceitar-lhes o testemunho.

O expediente de Satanás neste conflito final com o povo de Deus é o mesmo que empregou no início da grande controvérsia no Céu. Pretendia estar buscando promover a estabilidade do governo divino, enquanto secretamente aplicava todo o esforço para conseguir sua subversão. E da mesma obra que assim se estava esforçando por cumprir, acusava os anjos fiéis. Idêntica política de engano tem assinalado a história da Igreja de Roma. Tem esta professado agir como substituta do Céu, ao mesmo tempo em que procura exaltar-se sobre Deus, e mudar Sua lei.

Sob o governo de Roma, os que sofreram a morte pela sua fidelidade para com o evangelho eram denunciados como malfeitores; declarava-se estarem eles coligados com Satanás; e todos os meios possíveis foram empregados para cobri-los de infâmia, para fazê-los parecer aos olhos do povo, mesmo aos seus próprios, como os mais vis dos criminosos. Assim será agora. Enquanto Satanás procura destruir os que honram a lei de Deus, fará com que sejam acusados como violadores da lei, como homens que estão desonrando a Deus e acarretando juízos sobre o mundo.

Deus nunca força a vontade ou a consciência; porém o recurso constante de Satanás para alcançar domínio sobre os que de outra maneira não pode seduzir, é o constrangimento pela crueldade. Por meio do medo ou da força, procura reger a consciência e conseguir para si mesmo homenagem. Para realizar isto, opera tanto pelas autoridades eclesiásticas como pelas seculares, levando-as à imposição de leis humanas em desafio à lei de Deus.

Os que honram o sábado bíblico serão denunciados como inimigos da lei e da ordem, como que a derribar as restrições morais da sociedade, causando anarquia e corrupção, e atraindo os juízos de Deus sobre a Terra. Declarar-se-á que seus conscienciosos escrúpulos são teimosia, obstinação e desdém à autoridade. Serão acusados de deslealdade para com o governo. Ministros que negam a obrigação da lei divina, apresentarão do púlpito o dever de prestar obediência às autoridades civis, como ordenadas de Deus. Nas assembléias legislativas e tribunais de justiça, os observadores dos mandamentos serão caluniados e condenados. Dar-se-á um falso colorido às suas palavras; a pior interpretação será dada aos seus intuitos.

Ao rejeitarem as igrejas protestantes os argumentos claros das Escrituras Sagradas, em defesa da lei de Deus, almejarão fazer silenciar aqueles cuja fé não podem subverter pela Bíblia. Embora fechem os olhos ao fato, estão agora a enveredar por caminho que levará à perseguição dos que conscienciosamente se recusam a fazer o que o resto do mundo cristão se acha a praticar, e a reconhecer as pretensões do sábado papal.

Os dignitários da Igreja e do Estado unir-se-ão para subornar, persuadir ou forçar todas as classes a honrar o domingo. A falta de autoridade divina será suprida por legislação opressiva. A corrupção política está destruindo o amor à justiça e a consideração para com a verdade; e mesmo na livre América do Norte, governantes e legisladores, a fim de conseguir o favor do público, cederão ao pedido popular de uma lei que imponha a observância do domingo. A liberdade de consciência, obtida a tão elevado preço de sacrifício, não mais será respeitada. No conflito prestes a se desencadear, veremos exemplificadas as palavras do profeta:

"O dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao resto da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo." Apoc. 12:17." O Grande Conflito, págs. 593-597.

(Para ler todo o capítulo, ver: http://oconflitodosseculos.blogspot.com/2009/10/36.html)

domingo, 4 de abril de 2010

Os maiores enganos de Satanás

"Mediante os dois grandes erros - a imortalidade da alma e a santidade do domingo - Satanás há de enredar o povo em suas malhas."


"Enquanto o primeiro lança o fundamento do espiritismo, o último cria um laço de simpatia com Roma. Os protestantes dos Estados Unidos serão os primeiros a estender as mãos através do abismo para apanhar a mão do espiritismo; estender-se-ão por sobre o abismo para dar mãos ao poder romano; e, sob a influência desta tríplice união, este país seguirá as pegadas de Roma, desprezando os direitos da consciência." O Grande Conflito, págs. 592,593.

Lê este maravilhoso livro em:


O CONFLITO IMINENTE

Desde o princípio do conflito no Céu, tem sido o propósito de Satanás subverter a lei de Deus. Foi para realizar este propósito que entrou em rebelião contra o Criador e, embora expulso do Céu, continua a mesma luta na Terra. Enganar os homens, induzindo-os a transgredir a lei divina, é o objectivo que incessantemente tem procurado atingir. O último grande conflito entre a verdade e o erro não é nada mais do que a luta final da tão longa controvérsia concernente à lei de Deus.


Nesta batalha estamos a entrar agora - batalha entre as leis dos homens e os preceitos de Jeová, entre a religião da Bíblia e a religião das fábulas e da tradição. Lê O GRANDE CONFLITO, online: CAP. 36 - O maior perigo para o lar e a vida, e verás como, nesta batalha, Satanás aparecerá na Terra, como um grande benfeitor, um anjo de luz, procurando enganar os homens.

Não Deixes de Ler:

- A Bíblia Sagrada.



- A série O Grande Conflito, de Ellen White, composta por cinco livros, os quais tratam da história do trato de Deus com o Seu povo, desde o princípio até ao porvir:Patriarcas e Profetas, Profetas e Reis, O Desejado de Todas as Nações, Actos dos Apóstolos, O Grande Conflito (ou A Grande Controvérsia).



Um Resgate Pleno e Completo

"Por meio de Cristo provê-se ao homem tanto a restauração como a reconciliação. O abismo produzido pelo pecado foi transposto pela cruz do Calvário. Foi pago por Jesus um resgate pleno e completo, em virtude do qual o pecador é perdoado e mantida a justiça da lei. Todos os que crêem que Cristo é o sacrifício expiador podem chegar a Ele e receber o perdão dos pecados; pois pelos méritos de Cristo, franqueou-se a comunicação entre Deus e o homem. Deus pode aceitar-me como filho Seu, e eu posso reclamá-lo como meu Pai amoroso e nEle me regozijar."- Review and Herald, 1 de abril de 1890.



Queres ser feliz?
"O coração humano não conhecerá felicidade enquanto não se submeter a ser moldado pelo Espírito de Deus."Ellen White, Eventos Finais, Pág. 65.


A cada instante... sob a direcção do Espírito
“Não há um impulso de nossa natureza, nem uma faculdade do espírito ou inclinação do coração, que não necessite de achar-se a todo o instante sob a direcção do Espírito de Deus. … Portanto, por maior que seja a luz espiritual de alguém, por mais que goze do favor e bênção de Deus, deve andar sempre humildemente perante o Senhor, rogando pela fé que Deus lhe dirija todo o pensamento e domine todo impulso.” Ellen White, Mensagens aos Jovens, pág. 62.


Como é que se opera a transformação do carácter?
“O conhecimento de Deus, segundo a revelação dada em Cristo, eis o que devem ter todos quantos se salvam. É o conhecimento que opera transformação no carácter. Recebido, esse conhecimento recriará a alma à imagem de Deus. Comunicará a todo o ser um poder espiritual que é divino.” Minha Consagração Hoje – Meditações Matinais , pág. 293.





NEM UMA HORA SEM ORAÇÃO
“Satanás está bem ciente de que a mais débil alma que permaneça em Cristo é mais que suficiente para competir com as hostes das trevas, e que, caso ele se revelasse abertamente, seria enfrentado e vencido. Portanto, procura retirar das suas potentes fortificações os soldados da cruz, enquanto jaz de emboscada com as suas forças, pronto para destruir todos os que se arriscam a penetrar em seu terreno. Unicamente com humilde confiança em Deus, e obediência a todos os Seus mandamentos, poderemos achar-nos seguros.
Ninguém, sem oração, se encontra livre de perigo durante um dia ou uma hora que seja. Especialmente devemos rogar ao Senhor sabedoria para compreender a Sua Palavra. Ali estão revelados os estratagemas do tentador, e os meios pelos quais se pode a ele resistir com êxito.” Ellen White, O Grande Conflito, pág. 535, cap. Os ardis de Satanás


DIVULGA!

Se tens apreciado este blogue, partilha com os teus amigos!
http://caiubabilonia.blogspot.com/